sexta-feira, 30 de novembro de 2007

Vergonha na cara

Sim, vergonha na cara era o que os funcionários públicos deviam ter!
Coitadinhos, são uns desfavorecidos...
Andam a brincar connosco?
Têm todas as regalias e mais algumas, vão ser aumentados e ainda se queixam? E ainda fazem greve? E nas vésperas de feriados?
Oh pá! Tenham vergonha na cara e não insultem os que não são funcionários públicos!
Têm tudo, 13º mês, subsídios de férias, férias, descontos todos a tempo e horas, vantagens na saúde e muitas outras que nem sei... E nós, o que temos? Lá há uns ou outros que conseguem ter o 13º mês (sortudos)! E não podemos fazer greve senão somos despedidos!
Eu, por exemplo, em 11 anos que estou no mercado de trabalho, não sei o que é um 13º mês, um subsídio quer seja de férias, quer seja do que for, férias própriamente ditas, tive um mês nestes 11 anos (se tanto) e nunca tive descontos nem vantagens em lado nenhum!
É que não fazem a ponta de um corno, são incompetentes, mal educados, só servem para nos arranjar problemas e chatices que dispensamos perfeitamente (há excepções, evidentemente, 1%?).
Ora resumindo: Têm todas as regalias e mais algumas, não fazem nada e andam-se a queixar do quê???
Se vocês estão mal, imaginem nós, os desgraçados que não têm regalias nenhumas e não podem protestar nem fazer greve!!!
É por isso que digo e repito: Tenham vergonha na cara e não nos insultem!
À próxima, antes de fazerem greve, vejam bem as condições de trabalho e as regalias que o resto da população tem! Só vos ficava bem e talvez pensassem duas vezes antes de voltarem a fazer greve...
Fazer greve a uma 6ª feira porque estão descontentes, desculpem mas é um insulto!

14 comentários:

su disse...

Mas se se pode fazer greve porque não fazê-lo? Porque não denunciar o que vai mal pelo menos em alguns sectores? E se os outros não o podem fazer (por vários motivos que apontáste) porque não será válido aos que o podem fazer...fazê-lo?!
Faço parte de uma parte especial da função pública. Farto-me de trabalhar. Temos vindo a perder as ditas regalias a olhos vistos. E cada vez mais maltratados somos por vários sectores da sociedade. Apanhamos com tudo: desde desrespeito, indisciplina, medo, revolta, vontade de trabalhar de uma maneira bem feita contra a impossibilidade de o fazer porque não o deixam. Sou professora contratada há 10 anos. As reformas que vão sendo feitas sucessivamente não me deixam estabilizar. Também não me deixam dedicar definitivamente a outro emprego...se estiver a fazer outra coisa porque não sou colocada e se de repente me chamaraem para dar aulas, como estou empregue noutra coisa, e se recusar a colocação o "castigo" é não poder concorrer durante dois anos...é um ciclo vicioso que estraga o sonho daqueles que pensaram nascer para ensinar...e custa imenso. Desgasta imenso.
Hoje fiz greve. Por um sistema social melhor. Para todos. Público ou privado.

Beijos aqui da Teia. Bom fim-de-semana, amigo.

su disse...

Ah...vou desdizer o que te deixei escrito há pouco. Na realidade, acabei por não estar a fazer greve...pois acabei por passar mais horas do meu horário estipulado a corrigir testes e a planificar as próximas aulas de quatro turmas e a elaborar mais umas fichas! Assim, se calhar não fiz greve na verdadeira acepção da palavra!

poeta_poente disse...

eu acredito que sejam bem mais que 1% os bons funcionários públicos, e também acho que quando se criticam os funcionários públicos, não se está propriamente a englobar os professores que são, a meu ver, o sector social que tem vindo a ser mais descaracterizado ao longo dos anos. Não sou professor, mas sou do tempo em que os professores ensinavam e tinham comdições para o fazer. sou da altura em que as reguadas já não existiam mas éramos educados a respeitar um professor pois é alguém marcante na nossa vida.
Parabéns aos que continuam a lutar por um bem maior que é a educação, e força pois bem sei que as barreiras burocráticas cada vez são mais altas e raramente há prémios para quem as consegue superar.

Matchbox30 disse...

Peço desculpa por uma coisa: Esqueci-me de dizer que não me estava a referir aos professores. Eu sei que a vossa situação tem vindo a piorar a olhos vistos.
O problemas são aquelas "múmias" que já criaram raízes em certas repartições e que nem a tiro saem de lá! Já o trabalhinho que fazem é quase nulo!
A minha crítica é para esses. Desculpa su, desculpa cemremos, desculpa vanadis (apesar de diferente) e desculpa para mais alguém que seja professor(a) e visite este blog.

100 remos disse...

Assim está melhor!lol

su disse...

Temos que ver que maus funcionários existem em todos os sectores...e muitas vezes apenas criticamos aqueles que estão á frente de toda a gente. Mas e aqueles outros que têm um trabalho mais "undercover"?! Pois é...

"No apologyes"... ;)

Vanadis disse...

LOL! era isso que eu estava a pensar: os professores são funcionários públicos. Mas eu não sou LOL! Não sei o que são subsidios, nem 13º mês... mas olha, foi o que consegui arranjar para dar largas ao ensinar (ou tentar...).
Já tenho a minha quota parte de funcionários públicos em cima, nomeadamente fananças, (in)segurança social e o catano. E concordo ctgo no que respeita a estes. ;-p :-D

Luz do amanhecer disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Luz do amanhecer disse...

Há alguma verdade e algum exagero. É claro que para quem não tem emprego fixo, ou tem maus patrões, ou más condições de trabalho, a função pública é o paraíso!Só faço um pedido, não fales com má vontade para um func. público porque pensas de antemão que ele vai ser mal-educado e imcompetente!
E já agora, desculpem, mas acho que os professores são sempre as vítimas, são campeões do absentismo e quem o diz são os números, poucos trabalham 35 horas - 22 lectivas + 13 não lectivas, não são só os prof. que estão no desemprego e com contratos de trabalho precários, claro que dos outros ninguém fala.Férias é a triplicar a comparar com os restantes f.p.!
Se perdem regalias a olhos vistos, perdemos todos! Não há nenhuma classe especial imune à perca de regalias!

Vanadis disse...

A luz do amanhecer tem razão. Não podemos ir a uma repartição publica qq logo de má vontade. Primeiro fazemos as perguntas, depois logo disparamos se for preciso. Infelizmente, a questão é que muitos são incompetentes.
Eu tive os problemas que tive com a seg social graças à incompetencia da maior parte das funcionárias. Apenas uma conseguiu fazer as coisas como deve ser e ajudar-me a resolver o problmea!!! De cada vez que alguma coisa tinha de passar pelas mãos de outros, havia asneira da grossa!!! Andei duas semanas a ir lá todos os dias, de manhã e de tarde por causa disto!!!
Era o patrão que foi almoçar (ás onze h) era o patrão que ainda não tinha voltado do almoço (ás 15 h) era o patrão que já se tinha ido embora (ás 15h30)...e tudo dependia do raio do homem.
Que me desculpem os funcionários que têm brio no trabalho e o fazem bem, mas por cada um bom funcionário, há cem que deviam estar na rua.
Não são só os professores que são vitimas. Ninguem diz isso. Mas são, como outros. Têm uma profissão que é essencial ao desenvolvimento de um país e não conseguem desenvolve-la em condições. Têm de aturar uma geração de miúdos indisciplinados e mal educados, que não querem aprender e acham que tudo lhes é dado de mão beijada. Uma ministra que nunca pôs os pés numa sala de aula. Querem que os professores estejam x horas obrigatórias na escola, mas depois não há as condições minimas para eles poderem aproveitar o seu tempo preparando aulas. Ah pois, porque as aulas não se dão do ar! Por cada 1 hora de aula, são 3 horas a prepará-la!! Nisto ninguém pensa. Além do horário dito normal, há trabalho para casa, muito trabalho, reuniões, formações e o catano que nem sequer são pagas!
E depois,como nas escolas não há condições para a preparação de aulas, chegam tarde a casa e acabam a deitar-se às milhentas porque ainda têm as aulas para preparar. Nisto tb ninguem pensa.

Matchbox30 disse...

Não percebi como eliminei um comentário sem ter ligado o computador todo o fim de semana mas pronto, deve ser magia!
É assim, a história das greves, é muito bonita... mas, há uma coisa: fazer greve é uma coisa e ter uma desculpa para faltar ao trabalho é outra! Não as confundam!!! Ok?

Luz do amanhecer disse...

Matchbox, repara
"Esta mensagem foi removida pelo autor"
Não foi removida pelo administrador do blog, tu.
Fui eu, autora do coment., saíu repetido.
Não foi magia!

Matchbox30 disse...

Ups! Lol! A mania que eu tenho de ler as coisas à pressa!

Vanadis disse...

LOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL lá se foi a magia LOOOOOOOOOOOOOOL