segunda-feira, 17 de março de 2008

Preocupações ambientais

As políticas para combater a poluição e o efeito de estufa e essas coisas todas, não param de me surpreender...
O problema, é a forma como me surpreendem! É que surpreendem-me sempre pela negativa!
A título de exemplo, passo a mostrar uma situação absolutamente ridícula:

Todos sabemos, e somos constantemente aconselhados, que devemos utilizar os transportes públicos. Até aqui tudo bem, o problema é, onde estão os incentivos para o fazer?
A resposta é: Não há incentivos! Só usa transportes públicos quem não tem outro remédio! E passo a explicar porquê:
Quem é que no seu perfeito juízo se vai enfiar numa lata de sardinhas cheia de gente tresandando a sovaco?
É que não sei se já repararam mas, os preços dos transportes públicos, deixam um bocado a desejar!
Por exemplo, quando vou visitar a Dreams, gasto 20€ para ir e vir e hoje, como na 5ª feira ela vem para cá, pensei em ir ver os preços e os horários dos comboios de 4ª feira para ir lá ter e vir depois com ela.
Qual não foi o meu espanto, quando vi que o preço do bilhete de turística é de 10€ a partir de Évora! É absurdo! De carro fica muito mais barato! Ainda por cima, tenho que ir do Redondo até lá (35 Km), estar dependente de horários e ainda, esperar que ela me vá buscar à Gare do Oriente!
É assim que querem que usemos os transportes públicos? Tenham vergonha!
Já com a autoestrada, é a mesma treta! A diferença entre ir do Redondo a Lisboa pela nacional 4 ou pela A6 não está no tempo, está no dinheiro que se gasta. Indo pela autoestrada gasta-se o dobro do dinheiro e demora-se o mesmo tempo!
Não haja dúvida que estamos muito bem servidos quer de meios de transporte quer de vias de comunicação! Já agora, qual é a vantagem?
Sinceramente, acho que a vantagem é apenas para a Rodoviária, a CP e a Brisa encherem o bandulho às nossas custas!

4 comentários:

su disse...

Eu costumo andar frequentemente de ttrransportes públicos, para ir trabalhar essencialmente, porque o trânsito aqui nos arredores de Lisboa é muito semelhante ao da capital! Apesar disso, os transportes públicos cada vez mais padecem das coisas que tão bem frisaste...é bem verdade! Tens toda a razão...acaba por ser um contra senso estarem a apelar para fazermos uso de um servoço desses sem qualquer género de qualidade que prometiam.

Olha, deixei-te um desafio musical lá na Teia. Aparentemente simples, mas na verdade complicado!
E já agora, BOA PÁSCOA...com direito a tudo de bom! :))))

Matchbox31 disse...

tenho que ir ver isso...

A Grafonola disse...

Aiiiiiii, uma pessoa tá fora uns tempitos e fica a saber que tudo se passou na sua ausência aiiiiiiiiiiiiiii

A Grafonola disse...

Estamos fartos de saber que o maior negócio do mundo é o do pitrol. E que aos senhores da guerra, perdão, do pitrol, não interessam as politicas ambientais, porque lhes arruinam o negócio. Aos estados unidos não lhes interessam as politicas ambientais nem a democracia. Interessam os milhões que ganham com o negócio do pitrol...engraçadamente, a famelga bush é uma famelga do pitrol. A Condolezza Rice é mulher do pitrol. O Pilas Cheney tem empresa de pitrol (nem vale a pena enfiar-me pelas verdadeiras razões da guerra no Iraque...aliás, a guerra no iraque já estava planeada mesmo antes do 11 de setembro...). Quem manda no mundo são os senhores do pitrol, que se estão a cagar para o que fazem ao ambiente. Eles querem é ser ricos e poderosos agora, e o ambiente que fique ao cargo das gerações seguintes.
As gerações seguintes que limpem a merda que as anteriores fizeram. As gerações seguintes que enfrentem o perigo da extinção em massa. Extinção em massa, sim. Sabiam que se prevê que em 2050 a temperatura tenha aumentado mais de seis graus? Sabem o que aconteceu da ultima vez que isso aconteceu na terra? Exacto: extinção em massa (e foi antes dos dinos). 95% da vida da Terra desapareceu, da ultima vez que a temperatura subiu seis graus. Em 2050 terei 80 anos, mas os meus filhos e netos terão de andar a limpar a merda que estes senhores do petroleo andaram a fazer. E limpar é talvez o menor dos seus problemas na altura.
Sabes que mais? Começo a achar que não vale a pena ter filhos.